quarta-feira, 4 de agosto de 2010


1
Eu vi o céu tão claro
Eu vi o céu tão claro
E tava tudo tão escuro aqui
Tão escura a minha alma
Que cegava a minha razão
Eu fui mais longe
Do que achei que poderia ir
Acho que eu me perdi
Eu provei o gosto azedo
Doce da ilusão
Minha vida engarrafada
Em minha louca e próprio contra mão
É como ir ao inferno e voltar
Por pura direção
E não é mais assim
Quando eu olho pra mim
Ah!.. Eu nunca mais quero me ver assim
Ah!.. Eu sei o quanto é bom gostar de mim
Oh! Oh! É bom gostar de mim
Eu nunca mais quero me ver assim
São pessoas e palavras
Que só querem me atormentar
Mas não era o meu caminho
Esse não era o meu lugar
E eu pensando que seria
Alguém melhor assim
Mas não é assim
Quando eu olho pra mim, eh!

1 Comentários =):

Gabriela Paula disse...

adorei *--*
tó te seguindo ;)